Blog

Home/Orientação as Empresas/Redução no Quadro de Funcionários? Veja como proceder

Redução no Quadro de Funcionários? Veja como proceder

Atualmente vemos muitas empresas reduzindo o seu quadro de funcionários como forma de conseguir driblar os efeitos da crise.

Essas reduções, são medidas que acabam sendo tomadas com o intuito de poupar gastos e continuar se mantendo no mercado.

Mas somente reduzir o quadro de funcionários não garante que a empresa vá se destacar ou conseguir aumentar o seu lucro e produtividade. Afinal, no momento que houver um crescimento nas vendas será necessário ter uma equipe disponível e apta a dar conta do recado.

Então como proceder com relação a isso? Conheça alternativas à redução do quadro de funcionários que podem ajudar a sua empresa a cortar custos e passar por momentos de maior dificuldade.

Riscos no movimento de demissão do quadro de funcionários

É fato e comprovado. Um processo de demissão deve ser muito bem conduzido pois existe um risco enorme de acabar reduzindo a eficiência de quem fica.

Essa comprovação se deu em pesquisas realizadas pela Teresa Amabile da Havard e por Wayne Cascio da University of Colorado.

Mas muitas vezes é inevitável. Se for conduzir esse processo vale a pena realizar um planejamento adequado. Se for o seu caso, indico a leitura do texto “O que fazer para manter a eficiência do seu time no caso de demissões” publicado no site da Capital Social Contabilidade.

Otimização da jornada de trabalho

Se a jornada de trabalho for muito bem aproveitada, não será necessário que os colaboradores passem todo o tempo nela.

O importante é que as tarefas sejam concluídas com precisão, tendo isso, não importa a quantidade de horas trabalhadas.

Recomendamos para você:  5 cuidados na hora de contratar um aprendiz para a sua empresa

Desta forma, pode-se avaliar a necessidade de cada área da sua empresa e reduzir as horas trabalhadas.  Áreas de apoio normalmente podem ter reduzida a jornada das tradicionais 44 horas semanais sem grandes impactos.

Assim, ganha-se na redução de gastos com o ambiente de trabalho, suas dependências e pagamento de horas extras. Além do colaborador adquirir uma melhoria na sua qualidade de vida.

Isso tem efeitos também sobre a produtividade do colaborador, com menos tempo na empresa, os resultados precisam ser entregues o quanto antes. Vale a pena pensar nesta alternativa.

Banco de horas

Os bancos de horas também são uma forma muito eficiente de conseguir poupar gastos com horas-extras.

Eles servem como uma “moeda de troca”, onde os colaboradores podem recuperar as horas que trabalharam a mais, em emendas de feriados ou férias mais longas.

Desta forma a empresa consegue equilibrar períodos de alta demanda com mais pessoas trabalhando sem o pagamento de horas extras.

É importante procurar uma orientação sobre a melhor forma de implementar os bancos de horas, considerando o acordo coletivo do sindicato.

Terceirização de mão de obra

A terceirização pode ser uma forma de economizar com pessoal, desde que as atividades terceirizadas não sejam finais.

Profissionais requeridos esporadicamente podem ser retirados do quadro fixo de funcionários e contatados quando houver necessidade.

Isso permite uma flexibilidade e a possibilidade de adequar as atividades ao momento que a empresa está passando. Isso sem falar na especialização que a terceirização da mão de obra pode proporcionar.

Um bom exemplo disso, é a terceirização da contabilidade. Essa é uma atividade que demanda treinamentos constantes, terceirizando parte do custo associado a manter essa atividade internamente também é economizado.

Recomendamos para você:  Veja se a sua empresa é obrigada a contratar um Jovem Aprendiz

Contratação de estagiários

Contratar um estagiário através de um programa de estágio, possui uma série de benefícios para a empresa. Dentre os inúmeros benefícios, estão:

  • Ótimo investimento para descobrir talentos
  • Desenvolver pessoal qualificado (para o futuro da empresa)
  • Possibilita estar mais próximo de novidades teóricas
  • Jovens estão mais abertos a novas ideias e a formação da equipe

E não menos importante:

  • Ter a isenção de encargos trabalhistas

Jovens estagiários estão mais abertos ao aprendizado, não possuem “vícios de trabalho” e tem a possibilidade de absorver a cultura da empresa com mais facilidade.

Esses benefícios justificam a implementação de um programa de estágio em sua empresa, e podem contribuir com o sucesso dela neste período de redução dos quadros.

Contratar estagiários podem ter o efeito, inclusive, de elevar a produtividade de outros colaboradores. Saiba mais em Como nós resolvemos o problema de queda de produtividade em uma empresa.

Conclusão

É sempre bom poupar gastos, não sendo necessária uma redução brusca no quadro de funcionários, até por que um processo de demissão como esse pode provocar efeitos negativos em toda a empresa.

Existem várias formas de minimizar os impactos que uma possível redução nos colaboradores pode gerar e ainda cortar gastos tanto quanto.

Vale a pena planejar muito bem esse momento para evitar surpresas desagradáveis.

Gostou do texto e acho ele útil? Compartilhe nas redes sociais.

Written by

A Capital Social Instituto de Pesquisa, é uma ONG que atua como Instituição Formadora de Aprendizes, ela também tem um trabalho com estagiários ajudando jovens e empresas a estabelecerem uma ótima relação no mercado de trabalho.